Conjunto de legumes
Rotulação: O mundo da fumagem e da aromatização

Usado para conservar alimentos no passado, o sal tornou-se um dos temperos mais populares do mundo.

Além do sabor, contém sódio e potássio, nutrientes indispensáveis ao organismo humano, que contribuem para a regulação osmótica dos fluidos corpóreos e atuam na condução de estímulos nervosos e na contração muscular.

Destaque na gastronomia contemporânea, a flor de sal, de textura crocante e aroma delicado, integra a lista dos produtos preferidos pelos grandes chefs de cozinha.

Mas afinal, o que é a Flor de Sal?

No processo de produção de sal marinho, a Flor de sal é o o primeiro cristal que se forma na superfície das salinas.  A sua formação depende da harmonia entre maré, temperatura, radiação solar e vento. Antes que se depositem no fundo das salinas, formando o conhecido sal marinho, esses cristais leves e delicados são cuidadosamente recolhidos.

O sal marinho, não lavado, contém cerca de 84 componentes nutricionais, entre os quais iodo, magnésio, cálcio, enxofre, sódio, assim como plâncton, krill e restos de esqueletos de pequenos animais marinhos. No entanto, no processo de refinação, o sal marinho passa por uma lavagem que retira as algas microscópicas, que fixam o iodo natural, e grande parte dos seus minerais.

Diferente do sal industrializado, a flor de sal é um produto 100% natural e todo o processo da sua produção é artesanal, o que faz com que conserve as suas propriedades nutritivas.

Além da vantagem de ser um produto totalmente natural, fonte de potássio, cálcio, cobre, zinco e magnésio, a flor de sal possui um sabor delicado, que se prolonga no paladar e realça o sabor natural dos alimentos.

No entanto, a história não para por aí. A grande novidade no mundo da gastronomia é a flor de sal fumado a frio, ou seja, a flor de sal exposta ao fumo proveniente de madeiras aromáticas. O processo é lento, visto que a flor de sal não absorve o fumo rapidamente. O aroma varia em função da madeira usada na fumagem.

Os fumados surgiram com o objetivo de cura para alimentos perecíveis. Depois da invenção do frigorífico, a fumagem foi descartada como método de conservação dos alimentos, no entanto, nunca deixou de ser utilizada, e nos dias de hoje, a fumagem está outra vez em alta na cozinha contemporânea.

A fumagem pode ser feita a quente ou a frio, a diferença concentra-se na temperatura empregada durante o processo. A temperatura da fumagem a quente varia de 60ºC a 85ºC, da fumagem a frio, entre 25ºC e 35ºC.

Existem vários tipos de Flor de sal fumado, a nossa utiliza apenas a flor de sal portuguesa, fumada a frio com madeiras nobres de Portugal, assim como, em casos especiais, são utilizadas antigas pipas onde envelheceu vinho do porto. 

A nossa flor de sal fumado dispensa, em alguns casos, qualquer outro tipo de outro tempero. O resultado da sua utilização é único, dando  um toque sofisticado aos pratos, com a predominância do aroma fumado.

Saiba como usar a Flor de Sal Fumado
Os nossos produtos são a forma mais fácil para dar um toque especial e diferente a qualquer receita....
Arroz cremoso de Morangos, espumante e flor de sal de baunilha
Chef José Mário Lino...